Home Esportes Ricciardo confessa que mudou de ideia sobre simuladores de corrida

Ricciardo confessa que mudou de ideia sobre simuladores de corrida

502
0

Daniel Ricciardo nunca foi um fã assíduo dos simuladores de corrida, bem diferentes daqueles usados pelas equipes de F1 e que o piloto está acostumado. Mas, segundo ele, muito desse desinteresse se dava pelo fato de achar que as plataformas atuais não passavam de simples jogos.

  • Num primeiro momento, eu achei que era algo divertido para passar o tempo, mas agora vejo que é mais que isso. Alguns dos pilotos virtuais foram capazes de transferir suas habilidades para carros de verdade, o que me fez abrir os olhos. Os jogos que eu jogava era bem diferentes do que temos agora. Então minha cabeça ficou um tempo com aquele pensamento de que “ah, é só um jogo”. Agora estou mais em “o que dá para aprender com isso?” – diz o australiano.
    Para Daniel, em uma época em que os testes e treinos na F1 estão cada vez mais restritos, os simuladores podem ser uma ferramenta poderosa para trabalhar a parte mental, muito exigida de um piloto.
  • O maior desafio para nós pilotos de F1 é ter poucas chances a cada fim de semana de colocar pneus macios e fazer uma volta perfeita. Às vezes temos semanas livres entre as corridas, e no fim do ano temos três meses. É doido que num esporte como esse é difícil ser perfeito por termos pouca rodagem no ano. E foi isso que serviu para abrir meus olhos. Acho que é muito importante treinar, mesmo que não seja no carro de F1, que seja um carro de turismo, por exemplo, é importante esse ambiente de repetição para atingir um tempo de volta, uma questão mental, colocar pressão em você mesmo…

A mudança de filosofia de Ricciardo foi tamanha que o piloto já até instalou um simulador em casa para seguir treinando em busca de melhores resultados. Atualmente, o piloto da McLaren tem 50 pontos e ocupa o 8º lugar na tabela, enquanto o companheiro Norris é o 3º, com 113 pontos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here