Home Esportes F1 segue programação; Vettel diz que pilotos podem puxar freio de mão

F1 segue programação; Vettel diz que pilotos podem puxar freio de mão

798
0

“A Fórmula 1 e a FIA estiveram em coordenação com todas as autoridades relevantes para os próximos passos. Nossa prioridade é a segurança dos fãs, equipes e todo o pessoal da corrida.”
Esta é a posição da direção da Fórmula 1 depois que a McLaren desistiu do Grande Prêmio da Austrália após um funcionário testar positivo para coronavírus, nesta quinta-feira. Ou seja: por enquanto, a programação da primeira corrida da temporada 2020 continua. Mas esta posição pode ser revista a qualquer momento caso as autoridades australianas assim recomendem.
Até agora, oito pessoas ligadas à F1 fizeram testes: o funcionário da McLaren, que deu positivo, quatro funcionários da Haas, que deram negativo, assim como outras três pessoas, que também deram negativo.
O primeiro treino livre para o GP da Austrália está programado para as 22h (de Brasília) desta quinta-feira, com transmissão ao vivo do SporTV 2 – o GloboEsporte.com acompanha em tempo real.
Durante entrevista coletiva nesta quinta-feira, em Melbourne, o tetracampeão Sebastian Vettel admitiu preocupação dos pilotos com a pandemia de coronavírus, e deu a entender que, se a escalada da doença continuar, eles mesmos podem se unir para pedir a suspensão das atividades na Austrália.
Espero que outros concordem, e esperamos que não chegue tão longe, mas se fosse chegar tão longe, com certeza você puxa o freio de mão. Penso que somos um grupo de 20 pessoas e acho que nos reunimos nos últimos anos por várias circunstâncias em vários tópicos, e compartilhamos opiniões comuns sobre grandes decisões e isso. Qualifico que é uma decisão muito, muito grande e, como eu disse antes, você se vê. E acho que estaríamos maduros o suficiente para cuidar de nós mesmos e puxar o freio de mão nesse caso.
O também campeão Kimi Raikkonen claramente se mostrou desconfortável com a manutenção (por enquanto) da programação do GP da Austrália:

  • Não sei se é a coisa certa que estamos aqui. Provavelmente não. Acho que se fosse uma decisão de todas as equipes, provavelmente não estaríamos aqui. Eu tento minimizar o risco para todos, não é apenas para nós, mas também para os fãs.
    Mônaco atento à escalada do vírus
    Responsável pela organização do Grande Prêmio de Mônaco, o Automóvel Clube de Mônaco emitiu comunicado no qual informa que todos estão atentos à escalada da pandemia de coronavírus, mas que por enquanto a corrida em maio segue prevista. A montagem das estruturas de guard rails, telas e setores de arquibancada já começou.
    “O Automóvel Clube de Mônaco (ACM), organizador do Grande Prêmio Histórico de Mônaco (8 a 10 de maio de 2020) e do Grande Prêmio de Formula 1 (21 a 24 de maio de 2020), está totalmente ciente da expansão do Covid-19 e da situação preocupante que isso gera. Essas são as razões pelas quais a ACM está em contato permanente com as autoridades governamentais monegascas, as entidades esportivas e comerciais da F1, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e o Grupo da Fórmula 1 (FOG). Os preparativos para a construção do circuito começaram com as primeiras estruturas instaladas nos próximos dias. O ACM está pronto para tomar todas as precauções necessárias e continuará a cumprir todas as medidas recomendadas pelas autoridades oficiais de saúde. Também continuaremos atualizando vocês conforme a situação se desenvolver. Com base nas informações mais recentes fornecidas ao ACM, espera-se atualmente que o Grande Prêmio Histórico de Mônaco e o Grande Prêmio de Formula 1 2020 ocorram nas datas conforme planejadas originalmente.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here