Home Destaques Cidade de São Paulo respondeu por 10,3% do PIB do país em...

Cidade de São Paulo respondeu por 10,3% do PIB do país em 2019

477
0

A cidade de São Paulo foi responsável por 10,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2019, totalizando R$ 763,8 bilhões do total de R$ 7,4 trilhões. O município foi um dos que mais tiveram ganho de participação na soma de todos os bens e serviços finais produzidos pelo Brasil na comparação com 2018.

Os outros foram Maricá e Saquarema, no Rio de Janeiro, Parauapebas, no Pará, Brasília, no Distrito Federal, e São José dos Pinhais, no Paraná, com aumento de 0,1 ponto percentual cada. Os dados fazem parte do PIB dos Municípios, divulgado nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Embora tenha aumentado a sua participação em 0,1 ponto percentual em relação a 2018, a capital paulista foi o município que mais caiu na comparação com o início da série histórica da pesquisa, em 2002. A perda de 2,3 pontos percentuais no período é explicada pela diminuição relativa das atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados.

Para o analista de Contas Nacionais do IBGE, Luiz Antonio de Sá, o recuo na participação de São Paulo representa uma tendência de redução da concentração do PIB em poucas cidades brasileiras.

“Desde o início da série, há essa tendência de diminuição da concentração, apesar de haver municípios com grande participação no PIB, como é o caso de São Paulo e do Rio de Janeiro. Nesse período, outros municípios passaram a ocupar maiores posições em valor de PIB pelo destaque em algumas atividades econômicas, especialmente as ligadas às indústrias. Alguns estados tiveram avanço em geração de energia, outros na agropecuária. Portanto, as atividades importantes para a economia impactaram esse ganho de participação dos outros municípios. E, diante desse avanço, a participação de São Paulo se reduz”, afirma.

Depois de São Paulo, o município que mais perdeu participação no PIB em 17 anos foi o Rio de Janeiro (-1,5 ponto percentual). Essa queda ocorreu pela diminuição do peso da capital fluminense na indústria do país.

“No Rio de Janeiro, a atividade de extração de petróleo tem uma grande relevância. Como outros municípios fluminenses também se destacaram nessa atividade, a capital acabou perdendo participação nesse período”, explica Sá.

Apesar de haver uma redução na concentração, oito municípios respondiam por quase 25% do PIB em 2019.

Além de São Paulo (SP), com 10,3%, e Rio de Janeiro (RJ), com 4,8%, as maiores participações foram de Brasília (DF), com 3,7%; Belo Horizonte (MG), com 1,3%; Curitiba (PR), com 1,3% e, com 1,1% cada, Manaus (AM), Porto Alegre (RS) e Osasco (SP).

A pesquisa também aponta que, dos 25 maiores municípios em relação ao PIB do país, 11 são capitais.

Segundo o IBGE somados, os 25 maiores municípios responderam por 36,2% do PIB de 2019.

Além disso, quase metade do PIB nacional (49,8%) estava em apenas 70 dos 5.570 de todos os municípios brasileiros.

As 10 maiores concentrações urbanas brasileiras compõem cerca de 42,8% do PIB, sendo elas: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Campinas, Salvador, Recife e Fortaleza.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here