Home Esportes Alonso se absolve por segurar Hamilton em Mônaco

Alonso se absolve por segurar Hamilton em Mônaco

447
0

Com curvas lentas e ruas estreitas, ultrapassar em Mônaco não é a tarefa mais fácil do mundo. Tendo um carro mais lento à sua frente, então, a tarefa piora. Foi o que aconteceu no GP deste domingo com Lewis Hamilton, preso atrás de um “trem” formado por Fernando Alonso na metade da prova enquanto ambos disputavam o sétimo lugar. O espanhol, porém, se isentou de culpa pela frustração do rival e explicou por que estava 5s mais lento.

  • Isso não é problema meu. Não tínhamos pneus nem vida útil para terminar a corrida quando ainda faltavam 33 voltas. Tínhamos duas opções: reutilizar os pneus duros ou colocar o pneu médio. Colocamos os médios, mas nossa estimativa de vida era menor que 33 voltas. Gerenciei os pneus por 15 voltas e depois forcei quando me disseram que Esteban (Ocon) tinha uma punição – explicou.

O cálculo equivocado dos pneus foi feito pela Alpine, que pediu ao espanhol para poupar os compostos na prova que começou com atraso de uma hora e ainda foi encerrada com 13 voltas a menos por conta das paralisações.

Foi na última delas, na volta 30 – com a bandeira vermelha acionada pela batida de Mick Schumacher no 28º giro – que o bicampeão trocou seus pneus duros usados pelos compostos médios.

No retorno à pista, a diferença entre Hamilton e Alonso girava em torno dos 1s até o espanhol começar a ficar mais lento. A partir daí, sua vantagem para o heptacampeão cresceu em 5s, enquanto ele estava a quase meio minuto dos líderes e com grande desvantagem para Lando Norris, sexto colocado.

Os gráficos da transmissão exibiram a trilha feita pelos pilotos ao longo da prova no Circuito de Monte Carlo; neles, era possível ver a grande distância na pista do pelotão da frente, do líder Pérez até Norris, e do fundo do grid, puxado por Alonso.

  • Cinco segundos é quase um carro de Fórmula 2. Esse é um local fantástico, é sempre incrível estar aqui. Mas talvez precisemos olhar de alguma forma para um layout de pista em que fechamos o caminho para ir 5s mais devagar e os carros não conseguem ultrapassar – reclamou Toto Wolff, chefe da Mercedes.

Hamilton, em entrevistas após a prova, não escondeu ter se sentido atrapalhado pelo tráfego em Mônaco, e revelou frustração pela oportunidade perdida de melhorar. Ele largou e cruzou a linha de chegada na mesma posição, em oitavo.

  • Fiquei preso atrás de outros carros a maior parte da corrida e sem conseguir ultrapassar. Comemorei a chuva porque isso geralmente cria oportunidades, mas não foi assim e não conseguimos passar por Ocon. Foi um fim de semana difícil – comentou.

Antes da paralisação da prova pelo incidente com Schumacher, Hamilton já havia perdido um tempo considerável atrás de Esteban Ocon, colega de Alonso na Alpine e que foi punido com 5s por um toque no heptacampeão na Sainte Devote.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here