Home Destaques Rodrigo Garcia e Tarcísio de Freitas indicam responsáveis pela transição

Rodrigo Garcia e Tarcísio de Freitas indicam responsáveis pela transição

344
0

O governador eleito de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o atual responsável pelo comando do estado, Rodrigo Garcia (PSDB), indicaram os responsáveis pela transição de governo.

Garcia escalou Marcos Penido, secretário de governo. Já Tarcísio, indicou o empresário Guilherme Afif Domingos, que foi responsável pelo plano de governo, para a função. Afif também foi assessor especial do ministro da Economia Paulo Guedes.

Durante a transição, Penido deverá fornecer à nova equipe os detalhes referentes ao orçamento do estado e os investimentos em andamento.

Segundo dados da atual administração, ao todo, são cerca de 8 mil obras, incluindo projetos de mobilidade e saneamento.

Marcos Penido fica responsável por apresentar os dados sobre as concessões em andamento e de projetos como, por exemplo, o PEI (Programa de Ensino Integral) e o Bolsa do Povo, projeto de transferência de renda.

Primeiro dia após eleição

Em entrevista à TV Globo na manhã desta segunda-feira (31), Tarcísio de Freitas disse que pretende tirar uns dias de descanso para, na volta, iniciar a transição de governo.

“Primeiramente, a gente vai tirar um tempo para descansar, pensar naquilo que a gente vai fazer, nos primeiros passos. Vou montar a nossa equipe de transição. Basicamente, essa equipe vai ser constituída por pessoas que vinham trabalhando na elaboração do plano de governo.”

Questionado sobre o papel do PSDB durante sua gestão, ele evitou comentar se pretende absorver representantes da atual administração. Disse reconhecer o ‘legado’ tucano, mas defendeu renovação e afirmou em ‘esgotamento’ do modelo de gestão.

“Eu acho que a sociedade de São Paulo queria essa renovação e a gente representa essa renovação. São 28 anos com o mesmo grupo. Chega um ponto que tem um esgotamento, um cansaço e, de certa forma, a gente tem que trazer uma novidade. A gente reconhece o legado do PSDB, é um legado que a gente vai querer manter.”

“Primeiramente a gente vai tirar um tempo para descansar, pensar no que vai fazer nos primeiros passos. Vamos montar nossa equipe de transição, basicamente vai ser constituída por pessoas que vinham trabalhando na elaboração do programa de governo. Então, a gente montou um time técnico nessa fase, então vai ser um time técnico também na equipe de transição. Iniciar a conversa com o time do Rodrigo Garcia, que na verdade já colocou o time dele à disposição. Tem ajudado, alias já abriu as portas para nós. E assim que a gente voltar, já começam as reuniões e o trabalho da transição. Então em meados de novembro a gente deve começar firme, concentrando as ações daqueles 100 primeiros dias. Que eu acho que é importante, todo mundo vai esperar de nós respostas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here