Home Destaques Morte de adolescente em SP não tem, a priori, ‘nenhuma correlação’ com...

Morte de adolescente em SP não tem, a priori, ‘nenhuma correlação’ com vacina

2674
0

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse, em Campinas (SP), que a morte de uma adolescente após ela receber a 1ª dose da vacina Pfizer contra Covid-19 “não tem nenhuma correlação” com o imunizante, a priori. A investigação deste caso, ocorrido em São Bernardo do Campo (SP), está sendo feita pelo Centro de Vigilância Epidemiológica de SP e ainda não há um prazo para o desfecho.

“Não há nenhum fato adverso constatado. E essa morte não foi causada por nenhuma aplicação e vacina. Ela está sendo investigada, mas, a priori, a informação que temos é que ela não tem nenhuma correlação”, afirmou o governador. Veja no vídeo acima.
Nesta semana, o Ministério da Saúde recomendou a suspensão da imunização de adolescentes que não fazem parte dos grupos de risco (deficiência permanente, comorbidades e privados de liberdade) e citou a ocorrência de eventos adversos.

A Anvisa, no entanto, defendeu que não há evidências que justifiquem mudança na recomendação para vacinação de jovens nesta faixa etária. Doria lamentou a postura do Ministério da Saúde frente ao caso.

“Lamento a postura do Ministério da Saúde e o pronunciamento do ministro da Saúde, colocando apreensão em milhões de jovens e pais de jovens, pais de adolescentes, porque milhões já tomaram esta primeira dose da vacina. Não faria o menor sentido suspender essa vacinação não tendo nenhum fato real, nenhum indicativo verdadeiro, autêntico, que pudesse justificar essa medida”, disse.
A jovem de 16 anos havia tomado a vacina poucos dias antes de morrer em 2 de setembro, e o protocolo é que a apuração seja feita para verificar se há ou não relação com o imunizante. A vacina da Pfizer é a única autorizada pela Agência Nacional de Saúde (Anvisa) para uso em pessoas de 12 a 17 anos.

O governo do estado decidiu seguir com a vacinação de todos os adolescentes e a Prefeitura de Campinas também vai continuar a aplicação de doses para este grupo de 12 a 17 anos da população em geral.
O governador esteve na metrópole do interior paulista para lançar oficialmente o programa Retoma SP. Campinas foi escolhida como sede do primeiro evento porque a região teve o maior crescimento do PIB no primeiro trimestre de 2021 comparado a 2020, impulsionado pela demanda de serviços tecnológicos durante a pandemia. O PIB regional cresceu 9,2%.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here